News

Dream Learn Work’s dreams for 2017
Igor Moreno uses graffiti and color to create happiness in the slum of Rio de Janeiro.
Igor Moreno usa graffiti e cores para criar felicidade nas comunidades do Rio de Janeiro.

April 2017 DREAMMURO – COLOURING DREAMS

Igor Moreno, DLW’s participant, has been involved in social projects for a long time. Last year he felt motivated after organizing a social action in Muquiço, Guadalupe, where he grew up. He then created the project Dreammuro with a few friends, using art to colour the local residents’ dreams. UN Brasil has promoted the project!

DREAM LEARN WORK: How does Dreammuro work?

IGOR MORENO: Dreammuro is a project with the purpose of using graffiti to paint the locals’ dreams and, therefore, encourage reflection and questioning.

DLW: Where did the idea come from? IM: The idea came up while we were attending the course Urban Youngsters, which is a partnership between the Itaú Social Foundation, CIEDS and Bola pra Frente Institute.

DLW: What is the mission of the project?

IM: The mission of the project is to show that it is possible. Dreams that add to the community need to be shown, because they automatically impact and encourage the local residents that are in touch with the art, even if they just pass by it every day.

DLW: Who are the creators?

IM: Igor "Izy", Lucas "Zamp" and Bruno "Br".

DLW: What are the results you are aiming for?

IM: We try to impact and get in touch with the communities (not only the one we live in), showing dreams, showing people and showing that it is possible.

DLW: Why does Dreammuro make the difference in the community?

IM: Besides revitalizing the community, this visual change brings joy and colours. It brings the questioning of what the local is doing to achieve their dream.

DLW: What are the residents’ reactions?

IM: In the beginning, they are curious, but after that, it’s all joy. The kids are always around and so are the other residents.

DLW: Why does the art make the difference in the community?

IM: Colors change any place. They bring happiness.

DLW: Has the project had any negative reaction?

IM: No, we didn’t have any negative reaction.

DLW: Why do you like to work with social projects?

IM: Having contact with the community is always important. You learn a lot about who is around you and meet people who make things happen. In addition to that, social projects bring more value to the community. When we work together, everything always seem to get better.

DLW: Tell us about the UN’s participation and how it started.

IM: After an examining board in the course Urban Youngsters, the UN showed interest in knowing more about what we were proposing. Consequently, the partnership came up, allowing us to participate in the launching of the app We App Heroes. After that, we also made a mural to represent the "Musicians from the Baixada". This mural appears on a documentary made by the UN showing the difference between people and, at the same time, the union for the collective work.



Dreammuro – Colorindo Sonhos

Igor Moreno, participante da DLW, já está há um bom tempo envolvido em projetos sociais. No ano passado, ele se sentiu motivado ao fazer uma ação social na comunidade Muquiço, em Guadalupe, onde cresceu. Junto com alguns amigos, ele criou o projeto Dreammuro, que usa arte para colorir os sonhos dos moradores. O projeto já foi divulgado pela ONU Brasil!

DREAM LEARN WORK: Como funciona o Dreammuro?

IGOR MORENO: O Dreammuro é um projeto que tem como objetivo usar a ferramenta do grafite para pintar sonhos de moradores de comunidade e, assim, estimular reflexão e questionamento.

DLW: De onde veio a ideia?

IM: A ideia surgiu enquanto fazíamos o curso Jovens Urbanos, que é uma parceria entre a Fundação Itaú Social, o CIEDS e o Instituto Bola pra Frente.

DLW: Qual é a missão do projeto?

IM: A missão do projeto é mostrar que é possível. Sonhos que agregam à comunidade devem ser mostrados, pois automaticamente impactam e estimulam todos os moradores que estão em contato com a arte, mesmo que eles só passem por ela todos os dias.

DLW: Quem são os criadores?

IM: Igor "Izy", Lucas "Zamp" e Bruno "Br".

DLW: Quais são os resultados que vocês procuram?

IM: Procuramos impactar e estar em contato com comunidades (não só a nossa), mostrando sonhos, mostrando pessoas e mostrando que é possível.

DLW: Porque o Dreammuro faz diferença na comunidade?

IM: Além de revitalizar a comunidade, essa mudança visual traz alegria e cores. Traz em si o questionamento do que o morador tem feito pelo seu sonho.

DLW: Qual é a reação dos moradores?

IM: No começo eles ficam curiosos, mas depois é só alegria. As crianças estão sempre por perto e os moradores em geral também.

DLW: Porque a arte faz diferença na comunidade?

IM: Cores mudam qualquer lugar. Trazem felicidade.

DLW: O projeto tem tido alguma reação negativa?

IM: Não, nós não tivemos nenhuma reação negativa.

DLW: Porque você curte trabalhar com projetos sociais?

IM: Estar lidando com a comunidade é sempre importante. Você aprende muito sobre quem está perto de você e conhece pessoas que fazem acontecer. Além disso, projetos sociais trazem mais valor para a comunidade. Quando trabalhamos juntos, sempre parece que tudo fica melhor.

DLW: Fale um pouco sobre a participação da ONU e como ela começou.

IM: Após uma banca realizada no curso Jovens Urbanos, houve interesse da ONU em conhecer mais o que estávamos propondo. Assim, surgiu a parceria para participarmos do lançamento do aplicativo We App Heroes. A partir daí também fizemos um mural para representar os "Músicos da Baixada". Esse mural aparece em um documentário da ONU mostrando a diferença entre as pessoas e, ao mesmo tempo, a união para o trabalho coletivo.